Dias d'ávila, 22 de Outubro de 2017

Prefeitura Municipal de Dias d'ávila

Onde estou: Imprensa SAÚDE

Secretaria de Saúde de Dias d’Ávila realiza atividades educativas e monitoramento sobre Febre Amarela

  • Por: Assessoria de Comunicação da Prefeitura
  • qua, 12/04/17 às 15:45
  • Imprimir
saude_div (3)

Equipes da Vigilância Epidemiológica e do Centro de Controle de Zoonoses da Secretaria de Saúde de Dias d’Ávila fizeram algumas atividades educativas e de monitoramento na comunidade de Nova Panema, na manhã desta quarta-feira (12), no intuito de esclarecer a população sobre as condutas a serem tomadas em casos de possíveis aparecimentos de Mortes de Primatas não Humanos (macacos) um trabalho que buscou por macacos mortos ou infectados pela febre amarela. Na ocasião foi realizado o bloqueio químico de possíveis focos.“É importante tranquilizar a nossa comunidade.Nossa equipe está em  alerta e vigilante aos processos relacionados a Febre Amarela.” afirma o secretário de saúde, Caio Clécio.

saude_div (2)

Macaco não transmite doença

 

O macaco não é transmissor da febre amarela. A morte do animal, segundo especialistas, deixa o alerta sobre a incidência da doença na região e possibilita ações dos governos para evitar epidemias.

A febre amarela tem duas formas de transmissão: a silvestre e a urbana. Os casos que estão sendo registrados no país estão relacionados à forma silvestre. O nome tem a ver com o fato de que as situações ocorrem em regiões rurais ou de mata. Neste contexto, os transmissores são os mosquitos Haemagogus ou Sabethes. Quando os mosquitos picam um macaco doente, eles (mosquitos) se tornam capazes de transmitir o vírus a outros macacos e ao homem.

Na forma urbana da febre amarela, que está erradicada no Brasil desde 1942, a doença é transmitida pelo Aedes Aegypti, que hospeda o vírus ao picar um animal infectado e pode contaminar humanos. A boa notícia é que isso não aconteceu ainda, de acordo com o Ministério da Saúde.

Apesar da diferença entre as formas silvestre e urbana, o vírus transmitido é o mesmo, assim como a doença resultante da infecção.

 

O Que Febre Amarela?

 

A febre amarela é uma doença infecciosa grave que pode ser transmitida pela picada de dois tipos de mosquitos, o Aedes Aegypti, ou o Haemagocus Sabethes. Essa doença causa sintomas como dor abdominal, dor de cabeça e febre e deve ser tratada de forma a aliviar os sintomas.

 

Sintomas

A doença se torna aparente de três a seis dias após a infecção, de acordo com o Ministério da Saúde. Os sintomas iniciais são febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. A maior parte das pessoas apresenta uma melhora após tais sintomas.

Cerca de 20% a 40% das pessoas que desenvolvem a versão mais grave da doença (15% do total de infectados) podem morrer.

 

Tratamento

O tratamento para febre amarela consiste apenas em aliviar os sintomas que a doença provoca através de medicamentos analgésicos e antitérmicos que não contenham ácido acetilsalicílico, que poderia levar à morte do paciente, e requer internamento hospitalar para evitar que a doença evolua para casos mais graves.

 

Nos casos mais graves podem aparecer sintomas como problemas cardíacos, doenças dos rins e do fígado e hemorragias. Nas formas graves, o paciente deve ficar na UTI – Unidade de Terapia Intensiva. Se o paciente não receber assistência médica, pode morrer